quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011

Tratamentos e/ou Desparazitação

Confesso que contra os meus princípios, no ano passado tive de intervir com antibióticos para conseguir obter crias. Lembro-me da primeira postura ter nascido só uma cria. Após ter feito um tratamento contra as salmonelas e colibacilose é que obtive mais crias na segunda postura. Também notei que apos o tratamento e depois de administrar um complexo AD3EC+K, as posturas passaram a ser todas de 5 ovos.

O ideal seria fazer uma analise as fezes e procurar agentes infecciosos. Francamente não sei onde poderia fazer este tipo de exame laboratorial. Caso houvesse infecção o passo a seguir seria fazer um antibiograma para saber que tipo de antibiótico seria o mais eficaz. Por outro lado com meia duzia de casais, só para entreter e os canarios sempre a desvalorizar...



As aves reprodutoras parecem saudaveis. Não tenho a certeza que as aves reprodutoras sejam portadoras de alguma maleita oculta. Este ano não estou com meias medidas e vou seguir com o seguinte tratamento 2,5 gramas por 1 litro de agua, 3 dias na agua de beber Sulfaprime mais Vitamino L. A este processo de administrar um triplo antibiotico, é chamado vulgarmente de desparazitação. O Vitamino L é um multivitaminico que eu vou administrar 1,5 ml por 1 litro de agua por uma semana para ajudar a recuperar a agressão provocada pelo antibiotico. Depois vou administrar 1 grama por 1 litro de agua durante 3 dias Vermizoo contra os vários tipos de vermes.





Numa segunda fase e durante o mês de Fevereiro, vou administrar Vermizoo só aos domingos. O principio activo Levamisol da composição do Vermizoo tem a fama de ser um imunoactivador a ideia é reforçar as defesas imunitarias dos reprodutores. O AD3EC+K sera fornecido durante 3 dias na ultima semana de Fevereiro.

Com este esquema espero evitar os contratempos do ano passado e voltar a criar canários sem grandes problemas. Não sei se a aplicação destes tratamentos será um avanço, mas o facto de os aplicar para mim é um recuo em relação a anos anteriores.

Os antibioticos são uma faca com dois gumes. Não é por acaso que existem varios tipos de antibióticos para a mesma infecção (doença). Pois os microbios vão ganhando resistencias porque as vezes as doses administradas são insuficientes para matar todos os germes patologicos. As substancias activas destes remédios tem sempre efeitos secundarios se usados sem cuidados.




No mercado existem substancias a base de plantas que alegadamente tem as mesmas potencialidades que as desparazitações com antibióticos. Será para mim uma opção no futuro para fazer a transição para outros métodos menos agressivos. Nomeadamente Quikon med baseado na planta Oregão e Naturbiotic Plus a planta base é a Echinacea são os produtos que eu conheço, mas que ainda não tive oportunidade de verificar a sua eficácia. Se algum leitor deste blog tiver uma opinião formada sobre estes ou outros produtos naturais, seria bom enviar um comentario.





O meu objectivo num futuro próximo será sempre voltar a criar canários de cor de forma natural.

Sem comentários: